domingo, 2 de fevereiro de 2014

Battlefield 4


Battlefield 4 é um FPS desenvolvido pela DICE e publicado pela EA, lançado no final de outubro de 2013. O jogo utiliza a engine Frostbite 3,uma versão melhorada da Frostbite 2 que foi utilizado no battlefield 3, o que dá um update nos gráficos, e possibilita um novo sistema chamado "levelution", onde grandes mudanças no mapa alteram o gameplay durante o round.

O jogo apresenta uma melhora gráfica em relação ao seu antecessor, mas nada de muito impactante. Houve também uma melhora na destruição do cenário, e em alguns casos isso muda muito a jogabilidade, como por exemplo construir uma rota alternativa destruindo uma parede.


Mas a maior mudança está mesmo no "levelution". Como já escrevi no meu post sobre o beta, o "levelution" são eventos que causam grandes mudanças no cenário, tanto visualmente, como no gameplay do mapa. Em alguns mapas essas mudanças fazem mais diferença no jogo que em outros. Ficam mais destacados a Área Inundada "Flood Zone",Cerco a Shangai" Siege of Shanghai" e Tormenta em Paracel "Paracel Storm", este ultimo tendo o melhor impacto visual do jogo até agora.

Os mapas também apresentam uma boa variedade de estratégias e focos, tendo alguns mais favoráveis a ataques com infantaria e outros com o uso de veículos. Golmud Railway é um mapa onde batalha de veículos são predominantes. Já Operation Locker e Área Inundada são mais voltados para a infantaria, enquanto outros mapas são mais um misto dos dois, variando em maior ou menos grau entre infantaria e veículos.


O jogo também trouxe melhorias para a customização, tanto para os soldados quanto para os veículos. O numero de apetrechos que se pode colocar tanto nas armas como nos veículos são 4 agora, tirando o slot para camuflagem. Há uma para a mira, um para acessórios como laser ou lanterna, outro para o tipos de canos da arma e um para a parte debaixo do cano para empunhaduras.

Há uma grade variedade de opções, cada uma mudando algum atributo da arma, como o cano pesado "Heavy Barrel" que aumento a precisão do tiro a longa distancia, ao custo da estabilidade, ou o laser que aumenta a precisão do tiro sem mirar "Hip Fire". Você tem mais opções para focar no seu estilo de jogo.

Também houve um aumento no quantidade de gadget para cada classe, e o melhor quer não há uma fixa, então você pode ser um assalte sem desfibrilador, ou um suporte sem caixa de munição.




Para os veículos há mais opções de munições, foguetes e mecanismo de defesas, sendo o mais legal uma item de defesa ativa que o jogador pode usar para deixar o seu veiculo praticamente imune a ataques de foguetes e projéteis por alguns segundos. Obviamente ele demora um pouco para recarregar, mas mesmo assim é muito útil.

O jogo também trouxe a guerra para a água, sendo o mapa Tormenta em Paracel onde melhor se desenvolve as batalhas navais. Os barcos são muito bons para atacar infantarias, funcionam como os blindados anti-infantaria. Além disso com os equipamentos certos podem ser bons veículos antiaéreos.


Está mais demorado abrir todos as armas e equipamentos, o que leva um bom tempo de jogo e dedicação. Conforme você for jogando vai ganhando malas, os battlepacks e alguns itens só são pegos nestas malas.

Mas nem tudo são flores, o jogo sofre com alguns bugs, como o de matar alguém só com uma bala, quando isso não deveria acontecer. Ou o netcode que faz parecer que você foi morto por um soldado mesmo quando ele não tinha linha de alvo contra você. Isso ocorre por causa de um problema de sincronização do jogo, onde você pode estar em uma posição diferente no jogo de outra pessoa.

Este ultimo problema é meio frustrante, mas a DICE já vem trabalhando para resolve-lo.


Outro problema é a campanha solo. Se é melhor que a do BF3 ? Sim, mas ainda é uma historia fraca, os personagens são meia boca e não é criado um vínculo com o jogador, além disso é muito curta, sinto que é menor que do jogo anterior.

Outro problema é que a historia termina de maneira abrupta, você fica sem saber o que vai acontecer depois. Um personagem da campanha do BF3 aparece, colocando os acontecimentos do BF4 posterior aos evento do BF3, mas nada que influencia na historia, ou que realmente crie um ligação em as duas historias.



A campanha até que começa legal, mas não se sustenta ou longo do jogo, só finalizei para pegar a M249 para o suporte. São três armas que podem ser abertas no fim do jogo, dependendo de uma escolha que você faz no final, e para abrir todas você tem de terminar três vezes fazendo as três escolhas diferentes.

Battlefield 4 é um dos melhores FPS da atualidade, e seria muito melhor se não tivesse esses problemas. Deveriam fazer como nas versões anteriores, onde só havia o multiplayer e se focar nele.

Para quem gosta de FPS para jogar com ou amigos, outros pessoas, este jogo é uma boa pedida.