domingo, 22 de setembro de 2013

Diablo 3



Diablo 3 é um action RPG lançado em 15 de Maio de 2012 pela Blizzard, tendo um enorme sucesso em seu lançamento ao atingir 3.5 milhões de copias vendidas logo no primeiro dia. Apesar deste enorme sucesso, houve vários problemas em seu lançamento e muitas controvérsias sobre alguns pontos que o jogo trouxe de novo.

A historia do jogo se passa 20 anos após o fim de Diablo 2. Na nova Tristan uma estrela azul cai do céu perto da antiga catedral, onde ocorreu Diablo 1,  os mortos voltam a vida e atacam os vivos. O herói vem atrás desta estrela por ser o pressagio de uma antiga profecia. São 4 atos onde o jogador deve destruir hordas de monstros e se equipar com os tesouros que eles deixam.

Dependendo da sua escolha de skills você pode transforma o bárbaro num tanque que aguenta tudo.
O jogador pode escolher entre 5 classes para sua jornada. Cada uma com seus pontos fracos e fortes.

O Bárbaro é a única classe que retorna do jogo anterior, seu atributo primário é a força.Sendo ótimo em combate corpo a corpo.

O Monge usa suas habilidade em artes marciais para derrotar seus inimigos, seu atributo primário é a destreza.

O Feiticeiro usa a magia negra para evocar espíritos e lançar maldições sobres os inimigos, seu atributo primário e a inteligência. Ele lembra muito o Necromancer no seu modo de jogo.

O Arcanista é um mestre na magia arcana e dos elementos, seu atributo primário é a inteligência. Ele substitui a Sorceress.

A Caçadora de Demônios é uma experiente combatente contra as forças demoníacas, utiliza bestas e arcos para matar seus inimigos a distancia, alem de usar armadilhas para deixá-los longe e em desvantagem. Ela seria um misto da Amazon com a Assassin.

O Cruzando já foi anunciado como a sexta classe do jogo na nova expansão Reaper of Souls, tendo a força como atributo primário, também terá uso de escudo como uma das características principais da classe. O cruzando se assemelha ao Paladin.

Cada skill tem um conjunto de runas que alteram a habilidade, tanto na funcionalidade quanto na aparência. Então teste todas até achar uma combinação que se ajuste ao seu estilo de jogo.
A jogabilidade continua a mesma dos outros jogos da serie, usando o mouse para mover e atacar os inimigos. A grande mudança veio no sistema de Skill, onde não há mais pontos para serem gastos em uma arvore como no jogo anterior.

Ao ganhar um nível você destrava habilidades e as runas que pode ser alocadas em slots de habilidades. No total são 6 skills ativas que você pode equipar mais 3 passivas.

Não há como errar sua build já que você pode a qualquer momento do jogo trocá-las, o que por um lado é bom, já que você pode testar todas as combinações possíveis de skill e runas sem prejuízo. Por outro lado não há muito impacto em fazer escolhas como na jogo anterior.

No nível 60 toda vez que você mata um monstro elite você ganha um buff que aumenta suas chances de drops raros, este buff acumula 5 vezes e dura 30 minutos ou até você trocar alguma de suas skills.

Um outro ponto de mudança foi que todas as habilidades de ataque tem seu dona baseado na arma do personagens, não havendo habilidades com dano fixo. Assim para aumentar sua força de qualquer habilidade é fundamental equipar um arma melhor.

E aqui está um dos pontos mais polêmicos do jogo. O jogo introduziu uma Casa de leilão, tanto de ouro do jogo quanto de dinheiro real. Isso deveria servir para facilitar a troca de itens entre jogadores e combater o tão famoso mercado negro de itens, que era muito famoso no Diablo 2.

Mas o sistema de randomização de itens e a grande dificuldade de encontrar itens bons nas dificuldades mais elevadas, levou a casa de leilão ser quase obrigatório para progredir. Há um grande problema no drop a partir da dificuldade Tormento, onde os itens que os monstros elite deixam começam a ficar abaixo de nível de dificuldade.
  
No ultimo nível de dificuldade, O Inferno, onde os monstros são nível 61 no mínimo você ganha item de level 5X ainda.

Mas este problema pode estar  com os dias contatos já que a Blizzard  anuncio o Loot 2.0 que virá junto da nova expansão. Este sistema vai diminuir a quantidade de itens dos tesouros que os monstros deixam e melhorar a qualidade, agora é esperar para ver.

Cada classe tem um sistema de recurso diferente. O bárbaro tem fúria, que aumenta a cada golpe que ele dá ou toma. Algumas habilidades mais fortes consomem a fúria.
Os gráficos do jogo são bons, com um ótima direção de arte. Em relação aos jogos anteriores houve sim um acréscimo na paleta de cores, mas nada que o deixe um jogo colorido como era dito antes o lançamento.

A resposta do time de desenvolvedores foi muito boa, criando um level secreto realmente colorido parecendo um mundo feliz de desenho animado infantil.

As Cinematics do jogo são ótimas, de um alto nível de qualidade e muito empolgantes, seria incrível ter um filme só em computação gráfico como a Blizzard faz.

A Arcanista é um canhão de vidro, causa muito dado mas tem pouca resistência.
A Blizzard fez um bom trabalho na tradução e na dublagem do jogo para o português, sendo um dos melhores jogos neste quesito.

A historia do jogo é boa, mas apresenta alguns problemas, em algumas partes é bem previsível, como a identidade do Belial sendo muito obvia. Alem de umas pontas soltas que provavelmente vão ser usadas na expansão, mas há uma que me incomoda por não ser resolvida no jogo principal, logo antes do 4º Ato.

Diablo 3 é um bom jogo  que vai deixá-lo entretido por varias horas, e cada classe tem um jeito diferente de se jogar, o que aumenta o replay do jogo.

Melhor que  o Diablo 2 ? Não, mas ainda sim é um bom game.